terça-feira, 29 de janeiro de 2008

A lenda do Arlequim

Era uma vez um menino que se chamava Arlequim que vivia numa cidade em Itália chamada Veneza.
Nessa cidade, vivia também num lindo e imponente palácio, uma condessa muito rica que, todos os anos na altura do Carnaval, organizava um grande baile de máscaras, para o qual convidava todos os rapazes e raparigas da cidade. A Condessa só fazia uma exigência aos convidados: tinham de se apresentar mascarados.
Nesse baile, era sempre premiado aquele ou aquela que melhor se apresentasse. Por isso, em todas as casas de Veneza, as mães esforçavam-se por fazer os mais belos fatos para os seus filhos. Só o Arlequim não iria ao baile por ser muito pobre e a sua mãe não poder fazer-lhe um traje.
Os amigos, vendo-o tão triste, resolveram dar o que tinham, ou seja, os bocadinhos da fazenda que sobrava da confecção dos seus fatos. E, com eles, a mãe do Arlequim conseguiu fazer uma linda fantasia, cortando os bocadinhos em losangos iguais e combinando habilidosamente as diferentes cores. Assim, o pequeno Arlequim pôde entrar no palácio da Condessa.
E mais conta a lenda que foi precisamente Arlequim quem nesse ano ganhou o prémio, por se ter apresentado com o fato mais vistoso e original. E quando a Condessa lhe perguntou como é que ele, tão pobre, tinha arranjado tão lindo traje, ele respondeu: - O meu fato foi feito com a bondade dos meus amigos.
Foi então que o Arlequim convidou a bela Condessa para dançar. Essa foi uma noite mágica, de que o Arlequim nunca mais se esqueceu...
Vitória, vitória... Acabou-se a história... Com pózinhos de Perlim-Pimpim, esta história chega ao fim!!!
Até mais,
Cuaudiah*

4 comentários:

Nexita disse...

Também fiz esta historieta....

Ritita disse...

Eu costumo de contar histórias de palhaços..agora esta lenda realmente nao conhecia!
é muito bonita!
=)

Nexita disse...

Eu n th mau humor!!!!

Nexita disse...

Eu digo-te o lol.... n tem piada nenhuma! blargh pa ti!